governo brasileiro revisita programa de educação tecnológica

O governo brasileiro está relançando um de seus esquemas emblemáticas, o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

SMBs; video: 3 dicas para a contratação de Millennials; software empresarial; o maior segredo na vida social: comunidades de marca estão em toda parte; Big Data Analytics, o pequeno segredo mais sujo sobre big data: Emprego; robótica, a construção de um robô mais inteligente com a aprendizagem profunda e novos algoritmos

Pronatec está focada na baixa renda jovens brasileiros e tem desempenhado um papel importante na criação de habilidades de nível de entrada para preencher a falta de conhecimento existente no país no setor de TI.

De acordo com o ministro da Educação (e ex-ministro da Ciência e Tecnologia) Aloizio Mercadante, a intenção daqui para frente é permitir aos participantes para estudar o currículo técnico, ao mesmo tempo que o ensino médio.

As empresas têm de decidir se a olhar para a contratação de novos talentos para big data ou infundindo existente talento gerenciamento de dados com novas habilidades.

O programa até agora tem sido apenas disponível para os alunos que concluíram a educação de adultos em uma data posterior, pelo que a aceitação tem sido menor do que o esperado.

Alguns 26.000 escolas públicas de todo o país terá módulos do programa disponível. Desde 2015, Pronatec teve 1,3 milhões de alunos matriculados.

Com o relançamento, a intenção é oferecer 2 milhões de lugares este ano, de um total de 5 milhões a serem disponibilizados para o período 2016-2019.

O objetivo inicial para Pronatec – uma das pedras angulares da campanha do presidente Dilma Rousseff e um programa que sofreu cortes orçamentais significativos como resultado de recentes grandes reduções nos gastos do governo, era fazer com que 12 milhões de lugares disponíveis em 2018.

Vídeo: 3 dicas para a contratação de Millennials

O maior segredo na vida social: comunidades de marca estão em toda parte

O pequeno segredo mais sujo sobre big data: Jobs

Construir um robô mais inteligente com a aprendizagem profunda e novos algoritmos