Exército Brasileiro for cortada

servidores do Exército Brasileiro foi hackeado no início desta semana, resultando em detalhes pessoais de cerca de 7.000 oficiais ficando vazada.

Segurança; Casa Branca nomeia primeiro CIO Federal de Segurança; Segurança; Pentágono criticado por resposta cyber-emergência por watchdog governo; segurança; Chrome para iniciar conexões HTTP rotulagem como não segura; segurança; O Projeto Hyperledger está crescendo a todo o vapor

Motivações para o ataque foram publicados online. O ataque parece ter sido solicitado como retaliação contra a conduta supostamente inadequado de uma equipe do Exército durante um “capture a bandeira” (CTF) a concorrência de segurança cibernética no Centro do governo para a Defesa Cibernética.

O Exército brasileiro estava tomando parte em eventos CTF – concursos onde o objetivo é atacar e defender computadores e redes que utilizam um determinado software de rede e estruturas – e, de acordo com os hackers, os oficiais tinham sido ganhando as competições usando proibido técnica WiFi deauth, o que na prática é um ataque de negação de serviço.

Como resultado, os números nacionais de seguro de oficiais, bem como suas senhas pessoais utilizados para o acesso a sites do Exército foram todos publicados na segunda-feira (9).

polonês da equipe Sector Dragão conquistou competição do ano passado, e estão agora a olhar para o seu próximo desafio.

“A segurança do Exército Brasileiro é vergonhoso. Cada sistema tem várias vulnerabilidades críticas e em um curto período de tempo, que assumiu os bancos de dados, servidores rodando em diferentes sistemas operacionais, servidores de e-mail, várias plataformas on-line e o ‘game over’ foi o controlador de domínio “, diz o texto publicado pelos hackers.

“Nós sabemos o que você quer. Assim como em qualquer outra nação, seu objetivo é observar e controlar a população através de meios electrónicos,” ele diz.

“Não se esqueça, você pode jogar o jogo, mas o tabuleiro de jogo é nosso”, os hackers acrescentar, em uma mensagem para o Exército.

Os hackers também convidou os outros a fazer o seu “dever de casa” usando os vários milhares de detalhes de identificação para identificar seus proprietários e usar suas senhas para acessar outros sistemas do exército e do governo.

Detalhes sobre 10 vulnerabilidades dos sistemas do Exército também foram disponibilizados e os hackers divulgaram um “Capture the Backdoor” desafio para a comunidade de hackers com um prazo de 05 de agosto de 2016 – o dia dos Jogos Olímpicos Rio começará.

O Exército brasileiro confirmou seus servidores tinha sido cortado, mas acrescentou que o evento não afetou a integridade dos sistemas de defesa estratégica utilizados pela organização e que o incidente está sendo investigado.

Casa Branca nomeia primeiro Chief Information Security Officer Federal

Pentágono criticado por resposta cyber-emergência por watchdog governo

Chrome para iniciar conexões HTTP rotulagem como não segura

O Projeto Hyperledger está crescendo a todo o vapor