Alcatel-Lucent tem 100 Gbps óptica comerciais engrenagem

Alcatel-Lucent na quarta-feira disse que vai lançar a primeira tecnologia de redes ópticas comercialmente disponíveis que podem transportar 100 gigabits por segundo em um comprimento de onda.

A companhia disse que está usando sua chamada tecnologia Coherent Next-Generation. A engrenagem, que é projetado para suportar os requisitos de largura de banda exigida por vídeo na web, compartilhamento de arquivos e filmes de downloads, vendeu o equipamento 100 Gbps a um cliente. A tecnologia Coherent Next-Generation também está em ensaios de campo com mais de 20 prestadores de serviços, incluindo Telefonica.

Softbank Telecom assinou-se para a tecnologia 100 Gbps via 1830 Photonic Serviço interruptor da Alcatel-Lucent.

Alcatel-Lucent está tentando ganhar alguma vantagem inédita contra a Cisco Systems. Na verdade, a Cisco no mês passado comprou CoreOptics, que se concentra em tecnologia de transmissão de 100 Gbps. Cisco disse CoreOptics permitirá que a Cisco para equipar os provedores de serviços com a engrenagem 100 Gbps.

Para ter uma ideia para 100 Gbps considerar que a tecnologia pode transferir mais de 100.000 arquivos de MP3 em 60 segundos ou mais de 15.000 canais de HDTV transmitido ao vivo.

De acordo com a Alcatel-Lucent, a sua tecnologia foi desenvolvida internamente e é compatível com equipamentos de suporte mais lento operando a 10 e 40 Gbps. O equipamento 100 Gbps é parte da arquitetura High Leverage Network da Lucent.

: Alcatel-Lucent atualiza portfólio wireless, Permite planos de dados em camadas, LTE

Cisco compra ContainerX inicialização de contêiner

? Networking; Cisco compra startup recipiente ContainerX; Inovação; O legado de tecnologia dos Jogos Olímpicos Rio; Internet das coisas; Cisco vai cortar 5.500 empregos no mais recente reestruturação; Networking; Cisco de cortar até 14.000 funcionários: Relatório

O legado de tecnologia dos Jogos Olímpicos Rio

Cisco vai cortar 5.500 postos de trabalho na última reestruturação

? Cisco de cortar até 14.000 funcionários: Relatório